Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Editorial

Acordei hoje (futuro), não tem alimento para combater à fome, sem água e energia elétrica, comunicação, na farmácia não tem remédio, as Igrejas estão fechadas, as ruas tomadas pela população, alguns morrendo pela carência de assistência médica, pois as casas hospitalares fecharam, o transporte não existe, profissionais da saúde acamados, a cidade virou um abismo. O Mundo Vive uma Guerra Biológica.

Ainda bem que é um sonho, é utopia, que espero que esteja longe, distante de tornar-se uma realidade. É chega a hora dos governantes aplicarem protocolos rígidos nas duas frentes, frente da Saúde, da prevenção, e um protocolo eficaz que assegure a produção de bens e serviços, da produção agrícola, do chaveiro que produz a chave, do barbeiro que corta o cabelo, do vendedor ambulante que vende o seu produto para comer à noite, do empresário e do colaborador a produzirem.

Ações, evidente após a quarentena que está em curso. Protocolos orientados, conduzidos por especialistas. Comunidade de risco deve continuar em isolamento "é a premissa".

As duas ações devem estar compartilhadas, da prevenção e da produção, evidente não se pode deixar de lado a prioridade à Vida. Na iniciativa privada, o espelho na venda, do balanço financeiro no final do mês, quantos e quantos empreendedores raspam (tacho) para sobreviver, isso em tempos normais?

Na verdade, o Coronavírus está presente há muito tempo na máquina pública, cujos gestores não investem na prevenção, em politicas públicas para reduzir a pobreza, gastam o que tem, não investem na ciência e pesquisa, sem contar com o tsunami da corrupção, vista e comprovada.

Estados que não pagam salários de servidores, mas concedem aumento, reposição, constroem obras faraônicas, jogam dinheiro do povo no ralo, obras paralisadas. Para agravar, o Novo Coronavírus?

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados