Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Projeto de lei declara de utilidade pública Assembleia Guardiã das Cores

images/stories/obrata.jpg

Foi protocolado no Legislativo, o Projeto de Lei Nº 253/2019, de iniciativa da vereadora Marines Boff Gerhardt (PSDB), que declara de Utilidade Pública a Assembleia Guardiã das Cores. O projeto foi distribuído às comissões técnicas. Agora, as comissões analisam o projeto e, posteriormente, emitem pareces. Em seguida, conforme a legislação interna, a matéria é debatida e votada pelo Plenário. 

Entenda: A Ordem Arco-Íris para Meninas é uma Ordem Paramaçônica dedicada à edificação do caráter de adolescentes com idade entre 11 e 20 anos através de preceitos, por exemplo, amor ao lar, à família e ao próximo, respeito para com a natureza, serviço em prol da humanidade e da comunidade.

Pato Branco:
A Assembleia Guardião das Cores nº 18 foi fundada em 15 de setembro de 2012 e vem desenvolvendo diversos trabalhos voltados à comunidade, bem como as atividades de desenvolvimento pessoal sem fins lucrativos.

Tribuna:Na última sessão do Legislativo, integrantes da entidade apresentaram aos vereadores os objetivos que direcionam os trabalhos. O presidente do Conselho, Jânio Figueiredo, e Fernanda Balbinotti, que representou as jovens que integram a Assembleia Guardiã das Cores, usaram a Tribuna Livre e resumiram as ações que a entidade desenvolve em Pato Branco.

O presidente registrou que, o grupo é composto por 30 meninas e o conselho acompanha e apoia as ações. "Não existe poder de polícia, mas de aconselhamento", afirma Jânio, cada jovem está no grupo por iniciativa própria, mas existem regras. Entre as atividades de inclusão social, ele cita, por exemplo, ações no Remanso da Pedreira, em creches e Lar dos Idosos.

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados