Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Audiência pública define ações para melhorar fornecimento de água

A 4ª Promotoria de Justiça de Pato Branco, em conjunto com o Legislativo, promoveu na quarta-feira, 13 de março, audiência pública para verificar as condições de atendimento ao serviço de fornecimento de água pela Sanepar

O encontro contou com a participação de dezenas de pessoas e gerou o encaminhamento de diversas questões práticas para melhoria do sistema. Fizeram uso da palavra representes de bairros da cidade, da Prefeitura Municipal, do Procon, da Copel, vereadores, entre outras lideranças da sociedade civil organizada.

O engenheiro da Sanepar, Renato Mayer Bueno, explicou o que motivou a falta de água, investimentos que a companhia vem realizando e a previsão para os próximos anos. Ele iniciou a sua participação na audiência apresentando os elementos de um sistema de abastecimento de água, a estrutura operacional, ou seja, da captação a entrega ao cliente.

Em 2013, a média diária de consumo era de 13 mil m³ de água por dia. A demanda diária em 2019, segundo Renato, é de aproximadamente 16 mil m³ de água por dia. " Essa é a necessidade atual de água", afirmou, pontuando que o projeto é chegar em 2033, com uma produção de 21 mil m³ de água por dia.

A demanda de 16 mil m³ atende e, perfeitamente, uma população de 78 mil habitantes. A Sanepar estima que em 2033, Pato Branco terá uma população superior a 118 mil habitantes, etapa final do projeto. "É a previsão, porém se crescimento populacional superar essa estimativa vai ser necessário novos investimentos", explicou, pois é com esse trabalho de desenvolvimento populacional que os projetos são elaborados. Em 2018, o sistema de reservação era de 6.575 m³. Com os novos investimentos a capacidade passará para 13.475 m³. A conclusão está prevista para o mês de agosto.

O engenheiro Renato explicou que, o investimento total em Pato Branco é de R$ 38 milhões, que inclui a duplicação de uma adutora no rio Pato Branco até a Estação de Tratamento, bem como a sua ampliação, construção de um reservatório para mais de 3 milhões de litros, localizado entre as ruas Paraná com Itabira.

Além disso, mais um reservatório para 500 mil litros no bairro Alvorada, que atenderá a região Sul , ainda, um reservatório com a capacidade de 1 milhão litros no bairro São Francisco, de 2 milhões de litros na região do bairro Fraron e a ampliação do reservatório do bairro Planalto, mais 200 mil litros. Para a região do bairro Gralha Azul está previsto um reservatório de 200 mil litros. A capacidade da estrutura da companhia passará de 140 litros por segundo para 260.

MP

Em função da importância do tema, o Ministério Público, segundo promotor Vitório Alves da Silva Junior, achou por bem designar uma audiência pública. O objetivo foi ouvir as reivindicações da sociedade e os esclarecimentos dos representantes da Sanepar. Agora, registrou o Vitório, dentro dos próximos dias e como  parte integrante das diretrizes, o Ministério Público e a Sanepar deverão assinar um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC).

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados