Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Crea-PR realizou mais de duas mil fiscalizações no sudoeste do PR em 2018

images/stories/bas23.jpg

A Regional Pato Branco do Conselho Regional de Engenharia e Agronomia do Paraná (Crea-PR) divulgou levantamento sobre o trabalho de fiscalizações nos municípios do Sudoeste em 2018. O relatório registra 2.150 visitas para verificar se obras ou serviços tinham responsáveis técnicos, se as empresas estavam registradas no Conselho e se os profissionais de quadros técnicos estavam trabalhando com a devida habilitação. No mesmo período, a Regional atendeu a 467 denúncias feitas pela comunidade relacionadas a irregularidades em obras e serviços de Engenharia e Agronomia.

O gerente da Regional Pato Branco do Crea-PR, Diogo Colella, relata que a maior quantidade de fiscalizações aconteceu na área da Engenharia Civil. "Foram 1.226, o equivalente a 57%. As outras modalidades com mais fiscalizações foram Agronomia (268), Engenharia Mecânica (260) e Engenharia Elétrica (259)", lista o gerente.

Colella acrescenta que o Crea-PR atuou também na verificação do registro de 577 novas empresas no Estado, 62 na região Sudoeste (10,7%). No Estado, há atualmente 19.094 empresas registradas no sistema do Conselho, sendo que 1.345 são sudoestinas (7%).

Karlize Posanske, Engenheira Civil, coordenadora regional do Colégio de Inspetores da Regional Pato Branco do Crea-PR, salienta que uma das missões do Conselho é valorizar os profissionais registrados.

"As fiscalizações ocorrem justamente para que a sociedade possa contratar profissionais habilitados e empresas que tenham responsáveis técnicos e atendam à legislação. O Crea-PR também procura garantir, via fiscalização, que os responsáveis técnicos estejam presentes e sejam atuantes em todas as atividades desenvolvidas", resume a inspetora-chefe da Inspetoria de Palmas.

As atribuições do Crea-PR

Como Conselho de Classe, a principal função do Crea-PR é fiscalizar o exercício legal das profissões ligadas ao Sistema Confea/Crea. Também compete ao Conselho fiscalizar obras/serviços conduzidos sem o devido acompanhamento de responsável técnico habilitado; empresas que atuam sem registro no Crea; profissionais de quadros técnicos que trabalham sem habilitação/registro; entre outros. Não fazem parte das atribuições do Crea-PR a fiscalização de funcionários sem EPIs e a verificação da qualidade de um serviço ou do risco de desabamento e embargo de obra - nesses casos, a responsabilidade é de outros órgãos.

Denúncia digital

O Conselho também recebe denúncias de irregularidades em obras e serviços de Engenharia e Agronomia. Para facilitar, há um aplicativo para dispositivos móveis que possibilita a qualquer pessoa registrar uma denúncia para futura fiscalização (http://bit.ly/AndroidCrea para Android e http://bit.ly/AppleCrea para iOS). A denúncia também pode ser feita pela internet (Denúncia Online: http://creaweb.crea-pr.org.br/webcrea/denuncia/registrar_denuncia.aspx).

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados