Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


IRDES apresenta ações de 2018 e projeta o que fazer em 2019

images/stories/livro5g.jpg

 

O Instituto Regional de Desenvolvimento Econômico e Social (IRDES) realizou na noite do dia 4, na Casa da Indústria, em Pato Branco, reunião para apresentar ações desenvolvidas e verificar o que será priorizado em 2019. Na oportunidade o presidente da Entidade, Cláudio Petrycoski evidenciou que ao longo do ano foram investidos recursos para dois laboratórios do Include by Campus Party, nos bairros Alvorada e Planalto que oferecem inclusão digital de alto nível para crianças carentes. "É o primeiro projeto do gênero no sul do Brasil", disse o presidente ressaltando que está em fase avançada de elaboração o projeto de Inclusão Digital Avançada em parceria com Sesi/Senai, devendo iniciar em 2019.

Também foi evidenciado que o IRDES trabalhou com a Campanha SOS Rodovias em parceria com Amsop, Acamsop, Agência, Cacispar e Grupo Gestor do Território Sudoeste do Paraná, com apoio da Fadep, algo que tende a continuar. A entidade também adotou a iniciativa inédita de reconhecer todos os profissionais da Escola União, do Bairro Morumbi, pela nota 8,00 no Índice de Desenvolvimento da Educação Básica - IDEB.

Os presentes evidenciaram a importância regional do início das atividades de vôos comerciais, pela Azul, a partir do Aeroporto Municipal Juvenal Cardoso. Uma proposta que tende a ser ampliada conforme demandas do mercado por vôos regionais. A Entidade também vem buscando articular órgãos públicos e outros atores em favor das famílias de haitianos para aprimoramento do conhecimento do idioma e difusão da cultura; iniciou um processo de apoio ao Natal de Pato Branco, algo que poderá se intensificar em 2019, ano em que estará aplicando em dois bairros o Programa Empoderação Cidadã, em parceria com a União das Associações de Moradores e Associações de Moradores, seguindo metodologia de Augusto de Franco que já apresentou efeitos transformadores, no passado, no Bairro Morumbi.

O IRDES participou da Carta do Sudoeste, em parceria com Amsop e outras entidades; presta orientações sobre projetos de captações para algumas entidades; ofereceu apoio a Delegacia da Mulher e buscou algumas articulações voltadas ao desenvolvimento territorial.

Entre objetivos para 2019 estão a potencialização de ações no seu território de abrangência; a adoção do Pato Branco 2030; um estudo, em parceria com o Conselho do Meio Ambiente para podas diferenciadas nas árvores, seguindo modelos internacionais; análise mais aprofundada sobre a demanda Aeroporto Regional em Renascença; continuar o SOS Rodovias e rever a postura de transferir a coordenação do Samu para Cascavel.

Cláudio Petrycoski, através do IRDES liderou a implantação do Observatório Social do Brasil, em Pato Branco, outra entidade que, gradativamente, vai ganhando espaço pelas atividades diferenciadas que desenvolvem.

Para a vice-presidente do IRDES, Cirene Vanzela Miotto a entidade, diante da estrutura que possui, desenvolveu diversas atividades ao longo do ano e tende a continuar colaborando para o desenvolvimento econômico e social.

Petrycoski disse que existem desafios e um deles é ampliar a quantidade de participantes na entidade que, gradativamente, ampliará o volume de ações no território.

O IRDES é uma Organização Sociedade Civil de Interesse Público, OSCIP, portanto, sem fins lucrativos que, anteriormente, era denominado Fórum de Desenvolvimento de Pato Branco, formado por diversas entidades e lideranças. O próprio nome retrata sua atribuição principal.

Participaram do encontro além do presidente e da vice: Meri Aparecida Moraes, Dalva Roncato, Neuzair Sagaleti, Olcimar Tramontini, Ronaldo Felipe Pereira, Acácio Modena, Moacir Gregolin, Géri Natalino Dutra, Marcelo Dalle Teze e Lúcio Paulo Nunes.

Da assessoria

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados