Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Programa da UFFS leva formação a professores de Francisco Beltrão e Santo Antônio do Sudoeste

images/stories/bas23.jpg

Contribuir com a formação de professores na região, este é um dos objetivos do Programa "Nos caminhos da práxis", desenvolvido pela Universidade Federal da Fronteira Sul (UFFS), em parceria com as Secretarias Municipais de Educação dos municípios de Francisco Beltrão e Santo Antônio do Sudoeste. O programa atende cerca de 320 professores e estagiários que atuam nas escolas do campo, educação infantil e no ensino fundamental.

Implementado pela Pró-Reitoria de Extensão e Cultura (PROEC) da UFFS, o Programa "Nos Caminhos da Práxis" é resultado de um acordo de cooperação técnica com os municípios e busca atender as necessidades de qualificação docente, promovendo a produção e troca de conhecimentos, bem como fortalecendo o vínculo entre a Universidade e as redes municipais de educação na região. Professores e técnico-administrativos em educação do Campus Realeza da UFFS são responsáveis por ministrarem as formações aos participantes.

Em Santo Antônio do Sudoeste, o programa já completou um ano, sendo atendidos aproximadamente 250 professores e estagiários de cinco escolas de educação infantil, seis escolas do campo e outras seis do ensino fundamental - anos iniciais. As formações abordaram temáticas voltadas aos direitos humanos e cidadania, diferentes formas de linguagem, educação infantil, experimentação em ciências, análise linguística, produção textual, alfabetização e letramento científico, entre outros.

A coordenadora adjunta do Programa no Campus Realeza, professora Gisele Louro Peres, explicou que em fevereiro de 2018 será trabalhada a Base Nacional Comum Curricular (BNCC) do Ministério da Educação (MEC). "Estamos cumprindo o cronograma estabelecido junto aos professores, além disso também atendemos as necessidades que são apontadas durante as formações. A proposta de abordar a BNCC é resultado dessas discussões com os participantes", comentou.

Em conversa com os participantes, a coordenadora pedagógica da Secretaria Municipal de Educação, de Santo Antônio do Sudoeste, Rosana Alves Conceição Maciel, destacou a importância e os resultados do programa. "Desenvolvemos ações muito boas nas escolas a partir dos projetos, um deles trouxe um novo olhar sobre a questão da indisciplina, que as vezes está associada a fatores familiares, por exemplo, e não simplesmente ao fato do aluno ser 'rebelde'. As formações atendem as especificidade de cada grupo, assim como temos a liberdade de propor temáticas de acordo com as necessidades do município", comentou.

Já no município de Francisco Beltrão, o Programa "Nos Caminhos da Práxis" é mais recente. No dia 1º de novembro, foi realizado o terceiro encontro de formação que tem como público cerca de 70 professores de cinco escolas do campo. Neste dia, foram trabalhados conceitos e historicidade da educação do campo, interdisciplinaridade e a importância do fazer docente. Mais a frente, o objetivo é o desenvolvimento de projetos práticos voltados à educação no campo de forma interdisciplinar.

A expectativa do grupo é trabalhar a formação específica por área do conhecimento, conforme destacou a professora Vivian Carla Pantano, diretora da Escola Municipal Jucelino Kubitschek. "Nossa expectativa é que seja tratada a formação específica por disciplina, para que os professores possam fazer um trabalho bem atuante dentro das particularidades de cada escola do campo". A professora Jane Goreti Paloschi também apontou a importância do debate sobre o que é a escola do campo. "Minha expectativa é que os professores consigam desenvolver uma concepção do que é a educação do campo, a necessidade que ela tem na nossa sociedade e que eles se sintam identificados com a realidade de sua escola", explicou.

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados