Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Projetos para o desenvolvimento do sudoeste do Estado são apresentados no Sebrae

images/stories/livro5g.jpg

Nesta terça-feira (06), mais de 150 pessoas, entre empresários, integrantes de entidades e das administrações municipais do sudoeste do Paraná, estiveram reunidos no auditório do Sebrae/PR, em Pato Branco. Lideranças de 25 municípios e 36 entidades conheceram as propostas elaboradas pelos 28 integrantes do Programa Sebrae de Liderança - Escola de Desenvolvimento de Líderes, concluído em dezembro passado. A iniciativa teve a parceria da Coordenadoria das Associações Comerciais e Empresariais do Sudoeste do Paraná (Cacispar) e Agência de Desenvolvimento Regional do Sudoeste do Paraná, com apoio da Fecomércio PR, Faciap e Associação dos Municípios do Sudoeste do Paraná (Amsop).


As 28 lideranças, que compõem o Comitê de Desenvolvimento das Micro e Pequenas Empresas do Território Sudoeste (Comitê MPEs Sudoeste) e trabalham de forma voluntária, são de sete municípios: Chopinzinho, Coronel Vivida, Dois Vizinhos, Francisco Beltrão, Mariópolis, Palmas e Pato Branco. No evento, foram apresentados projetos em cinco áreas: Inovação e Tecnologia; Associativismo e Crédito; Simplificação e Desburocratização; Compras Governamentais; e Educação Empreendedora.

O presidente do Comitê MPEs Sudoeste, Carlos Manfroi, elogiou a ação do Sebrae/PR e fez um reconhecimento público ao trabalho das lideranças envolvidas no programa. "São pessoas interessadas no desenvolvimento da região e que proporcionaram debates inteligentes e produtivos. Esperamos que as propostas possam contribuir para melhorar o ambiente de negócios", ressaltou Manfroi, empresário que atua no setor de Tecnologia da Informação.

O gerente da Regional Sul do Sebrae/PR, Cesar Giovani Colini, lembrou que o Comitê das MPEs do Território Sudoeste também está voltado à preparação de pessoas que sonham e transformam, através de projetos de desenvolvimento, a realidade regional.

"Esses líderes são os agentes de transformação. Foram mais de 60 horas de capacitação, de julho a dezembro de 2017, para termos novas lideranças trabalhando o engajamento e a ação no território. No futuro, esperamos ter muitos resultados com as iniciativas desses voluntários", previu o gerente do Sebrae/PR. O mesmo programa foi realizado no Território Iguaçu (que abrange os municípios da Amsulpar - Associação dos Municípios do Sul Paranaense).

Para o presidente da Cacispar, Jair Divino dos Santos, o programa do Sebrae/PR preenche uma lacuna, a falta de lideranças.

"Se queremos uma região mais desenvolvida, precisamos de pessoas atuantes. Para melhorar, crescer, é necessário sair da zona de conforto e assumir o protagonismo nas ações", ratificou Jair Santos.

O presidente da Agência de Desenvolvimento, Luis Carlos Peretti, seguiu o mesmo discurso e destacou que a comunidade sudoestina está diante de um grande desafio.

"Estamos plantando uma semente do desenvolvimento, mas só vamos colher frutos se tivermos pessoas que se proponham a agir. O desafio é fazer com que as lideranças assumam compromissos e conduzam os processos. Sociedade egoísta não se desenvolve", vaticinou.

Construção de referências

Augustinho Zucchi, prefeito de Pato Branco, representou as administrações públicas sudoestinas no evento e exaltou a iniciativa. "Padecemos pela falta de líderes não apenas na região, mas no mundo. Para ser líder, é preciso ter criatividade, inovação, saber se relacionar. O desenvolvimento regional é um desafio enorme e precisamos de líderes. É uma bela oportunidade de construir referências", resumiu Zucchi.

A secretária de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação de Palmas, Fabíola Lazzaretti Delavy, integrou o grupo que trabalhou nos temas Simplificação e Desburocratização. Ela conta que duas das propostas apresentadas à comunidade já estão sendo implantadas em Palmas: Minha Cidade Meu Negócio e o Centro Empresarial.

"São ações que visam incentivar os pequenos negócios e diminuir a burocracia. São propostas que se enquadram em toda a região, pois vimos que os municípios têm as mesmas necessidades e problemas", completou Fabíola.

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados