Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Sudoeste

O Instituto Ambiental do Paraná (IAP) recebeu nesta quarta-feira (07) mulheres do Mulheres do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). Elas se reuniram com a diretora de Avaliação de Impacto Ambiental e Licenciamentos Especiais do órgão, Edilaine Vieira, e sua equipe. O encontro faz parte da programação do movimento para o Dia da Mulher e tratou de assuntos referentes à implementação de barragens para o setor hidrelétrico do Estado.

Durante a reunião também foram debatidos o andamento das negociações para desapropriação e criação de assentamentos na área afetada pela instalação da Usina Hidrelétrica de Baixo Iguaçu, entre os municípios de Capitão Leônidas Marques e Capanema, no Oeste do Paraná. Em março do ano passado, o Governo do Estado criou uma comissão técnica multidisciplinar que acompanha e fiscaliza o cumprimento de todas as condicionantes referentes aos impactos socioambientais da construção da usina.

Nesta quinta-feira (08), em Capanema, será celebrado um Temo de Acordo entre a empresa e o movimento com os critérios de reassentamento e o cronograma de atividades que deverão ser desenvolvidas por ambas as partes para continuidade do licenciamento ambiental e atendimento aos atingidos pelo empreendimento. As integrantes do movimento querem participar das negociações.

Para a diretora do IAP, o interesse delas é muito importante. "Geralmente vemos poucas mulheres envolvidas nessas questões e a participação delas é mais do que fundamental, pois sabemos que o olhar feminino é mais detalhado e faz a diferença", disse.

 


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados