Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Policia Civil

A Polícia Civil de Palmas elucidou um crime de homicídio, que vitimou uma mulher grávida de quatro meses, identificada como Ana Carolina Prestes, 22 anos, ocorrido em julho deste ano. Um casal, de 24 e 30 anos, suspeito pela autoria do crime, foi preso na manhã de sábado (5), na residência em que moravam, localizada no bairro Hípica.

Segundo informações policiais, Ana estava desaparecida desde o dia 15 de julho deste ano, quando as investigações iniciaram. O corpo da vítima foi localizado em uma lavoura, próximo a uma estrada que corta Palmas e Mangueirinha.

"Durante as diligências, verificamos que havia um registro de Boletim de Ocorrência (BO) aberto pela vítima, poucos dias antes do seu desaparecimento, relatando que estava grávida de um homem casado - que era seu colega de trabalho - e estava sofrendo ameaças por parte dele", conta o delegado-titular da unidade, Vyctor Hugo Guaita Grotti.

Diante do fato, os policiais chegaram até o casal. De início, os suspeitos negaram o crime. Porém, durante interrogatório, a dupla confessou que havia matado a mulher por causa da gravidez extraconjugal. O delegado acrescenta que conforme apurado, o suspeito estava obrigando Ana a abortar o bebê, e que inclusive, já havia lhe dado diversos medicamentos a força para causar a interrupção da gravidez.

O casal foi indiciado por homicídio qualificado e ocultação de cadáver. Se condenados, poderão pegar até 30 anos de prisão.

Da assessoria

Banner


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados