Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Profissionais da área da infância debatem direito à convivência familiar e comunitária

O município de Pato Branco, no sudoeste paranaense, sediará, no dia 20 de junho, o quarto módulo da formação continuada promovida pelo Ministério Público do Paraná voltada aos profissionais que atuam na área da infância e juventude. Nesta etapa, o tema abordado será "Direito à Convivência Familiar e Comunitária: Serviços de Acolhimento - As ferramentas para a promoção do atendimento integral".

A iniciativa é uma realização conjunta entre a 4ª Promotoria de Justiça de Francisco Beltrão, a 3ª Promotoria de Justiça de Pato Branco, o Núcleo de Apoio Técnico à Execução e o Centro de Estudos e Aperfeiçoamento Funcional (Ceaf), em parceria com a Secretaria Estadual da Família e Desenvolvimento Social e a Associação de Conselheiros e ex-Conselheiros Tutelares do Sudoeste do Paraná (ACTESP) e objetiva alcançar os 42 municípios da região.

Tendo como público-alvo as equipes de acolhimento familiar e institucional, os cuidadores e os gestores da política de assistência social, a capacitação será realizada no Auditório do campus da Universidade Tecnológica Federal do Paraná na cidade (Via do Conhecimento - Cidade Industrial). Com início às 8h30, a programação do período da manhã será dedicada a mesas redondas com profissionais da área. Na parte da tarde, ocorrerão oficinas temáticas com a conclusão dos trabalhos socializa entre os participantes. O formulário de inscrição e a programação completa estão disponíveis na página do Ceaf.

Ciclo - Sediado alternadamente nas comarcas de Francisco Beltrão e Pato Branco, o ciclo de capacitação teve início no mês de março e seguirá até agosto. No próximo encontro, que acontece em julho na cidade de Francisco Beltrão, os debates serão sobre o papel dos conselhos municipais no controle social.

Banner


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados