Pato B - Jornal Online

Conteúdo

Enquete

PDF Print


Evento

Uma grua, um braço hidráulico, uma escavadeira hidráulica, um escorpião hidráulico entre outros equipamentos, podem ser apreciados no espaço do novo Café Mater Dei, nesta Semana Acadêmica NEA 2017. São os acadêmicos de Engenharia de Produção que estão apresentando suas criações, resultados de três semanas de estudos na disciplina de Automação Industrial, com o professor Márcio de Matteis Pinto. E o que torna mais interessante é que os protótipos foram feitos com material reciclado ou de baixíssimo custo. Todos seguem o princípio da Lei de Pascal, a qual estabelece que a alteração de pressão produzida em um fluido em equilíbrio, transmite-se integralmente a todos os pontos do fluido e às paredes do seu recipiente. A automação ou semi-automação de máquinas dos mais diversos tipos é usual no ambiente produtivo para mecanização de tarefas manuais.

Para fazer a grua, aos acadêmicos Maycon Gandolfi e Ana Paula Mantovani usaram canos de PVC, seringas, madeira, rolamentos, gancho, areia e muita cola (quente e superbond). Na exposição, estão simulando o trabalho das gruas de porto, que removem containers de navios. O braço hidráulico das acadêmicas Helize Maria e Dayane Lizot também usou madeira e seringas, além de cerca de um metro de mangueira hospitalar e ganchos de ferro.

A escavadeira hidráulica, por sua vez, tem em sua composição também caixa de papelão, um carrinho, parte de uma escavadeira de brinquedo, e os alunos usaram corantes coloridos na água, para deixar o fluido que realiza o controle ainda mais curioso.

E para fugir dos formatos, o grupo do acadêmico Giovane Seibel pensou em automatizar um grande escorpião, que fizeram em madeira (MDF) conseguida por doação, seringas, mangueiras, parafusos, porcas e ruelas, adquiridas por eles. Pintado de preto, simula exatamente o ataque do animal peçonhento.

Atuando na Silofértil na área de Engenharia de Produção, o acadêmico Guilherme Plepsch fez o protótipo de um tombador hidráulico, que é utilizado na área de armazenagem de grãos. Entre outros, usou madeira, pistão hidráulico e válvulas.

Outro ponto de atração da exposição são dois convidados, os irmãos Eduardo e Ezequiel Panazzolo, que são técnicos em eletrônica e trouxeram os equipamentos que construíram: uma impressora 3D feita com materiais plásticos, alumínio, motor, vidro e na noite de segunda-feira (15) estava imprimindo o rotor de uma turbina; e uma frizadora, que esculpiu em madeira a logo do curso de Engenharia de Produção. Eles foram convidados pelo acadêmico do 7º período Giovane Seibel, que também é técnico em eletrônica e já trabalhou com os irmãos Panazzolo na Himix.

A prática concebida em sala de aula está sendo externalizada na Semana Acadêmica que, aliás, proporciona largos passos na atuação profissional, já que quase a totalidade dos acadêmicos de Engenharia de Produção da Mater Dei estão trabalhando em indústrias e empresas do setor.

Banner


 
Patob.com.br - Todos os direitos reservados